???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/tede/handle/tede/228
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação longitudinal da colonização peri-implantar por bactérias orais e não orais em implantes dentários recém instalados
Autor: Duarte, Pablo Torquilho
Primeiro orientador: Boghossian, Carina Maciel da Silva
Primeiro membro da banca: Silva, Denise Gomes da
Segundo membro da banca: Senna, Plínio Mendes
Terceiro membro da banca: Souto, Renata Martins do
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar as características da microbiota subgengival, incluindo bactérias orais e não orais, de indivíduos portadores de implantes dentários logo após sua instalação e ao longo de 6 meses. A população de estudo foi formada por indivíduos que receberam implantes dentários na Clínica de Pós-graduação em Odontologia da Unigranrio. Um total de 21 indivíduos foram incluídos no estudo e 16 concluíram a avaliação. Foramcoletadas informações quantoao gênero, idade e condição sistêmica. Amostras de biofilme subgengival foram coletadas dos sítios proximais dos implantes e dos dentes contralaterais ou dos antagonistas nos dias 7, 30, 90 e 180 após a instalação dos implantes. A determinação da prevalência e dos níveis de 70 espécies bacterianas da microbiota subgengivalfoi realizada através da técnica de “Checkerboard DNA-DNA hybridization”. Diferenças significativas foram testadas através dos testes deWilcoxon e Mann-Whitney. Associações entre os parâmetros clínicos e microbiológicos foram testadas através do Coeficiente de Correlação de Spearman. Os dados obtidos aos 7 dias demonstraram que dentes comparados a implantes tinham significativamente maior prevalência e/ ou níveis das espécies C.sputigena, E. corrodens,H. alvei,N. mucosa,Streptococcus spp. 1, S. noxia,T. socranskii e V. parvula (p < 0,05). No dia 30, amostras de dente apresentavam significativamente maior prevalência e/ ou níveis das espécies C. sputigena, F. alocis, F. periodonticum, H. alvei, S. noxiae V. parvula (p < 0,05). No dia 120, amostras de dente apresentavam significativamente maior prevalência e/ ou níveis das espécies S. noxia, T. socranskii e V. parvula (p < 0,05). Análise de correlação demonstrou que as espécies C. sputigena, E. corrodens, F. periodonticum, H. alvei, N. mucosa, Neisseria, S. entericasspentericasorvTyphi, Streptococcus spp. 1, S. noxia, T. socranskiie V. parvulaestavam significativamente associadas negativamente com implantes (p < 0,05). A microbiota da região peri-implantar é diversificada e semelhante à microbiota de dentes no mesmo indivíduo, com poucas espécies diferindo nos primeiros tempos e se igualando ao longo dos 6 meses de observação, tanto para espécies orais quanto para espécie não-orais.
Abstract: The aim of this study was to evaluate the characteristics of the subgingival microbiota, including oral and non-oral bacteria, of individuals with dental implants recently installed and over 6 months. The study population consisted of individuals who received dental implants at the Postgraduate Clinic in Dentistry from UNIGRANRIO. A total of 21 individuals were included in the study and 16 completed the evaluation. Data were collected regarding gender, age and systemic condition. Subgingival biofilm samples were collected from the proximal sites of the implants and the contralateral teeth or the antagonists on days 7, 30, 90 and 180 after implant installation. The determination of the prevalence and levels of 70 bacterial species of the subgingival microbiota was performed using Checkerboard DNA-DNA hybridization technique. Significant differences were tested by Wilcoxon and Mann-Whitney tests. Associations between clinical and microbiological parameters were tested through Spearman Correlation Coefficient. Data obtained at day 7 showed that teeth compared to implants had significantly higher prevalence and/ or levels of the species C. sputigena, E. corrodens, H. alvei, N. mucosa, Streptococcus spp. 1, S. noxia, T. socranskii and V. parvula (p < 0.05). On day 30, tooth samples showed significantly higher prevalence and/ or levels of species the C. sputigena, F. alocis, F. periodonticum, H. alvei, S. noxia and V. parvula (p < 0.05). At day 120, tooth samples presented significantly higher prevalence and/ or levels of S. noxia, T. socranskii and V. parvula species (p <0.05). Correlation analysis showed that species C. sputigena, E. corrodens, F. periodonticum, H. alvei, N. mucosa, Neisseria, S. entericasspentericasorvTyphi, Streptococcus spp. 1, S. noxia, T. socranskiiand V. parvula were significantly negatively associated with implants (p < 0.05). The microbiota of the peri-implant region is diverse and similar to the microbiota of teeth in the same individual, with few species differing in the earliest times and equaling over the 6 months of observation, for both oral and non-oral species.
Palavras-chave: Odontologia
Periodontia
Implantes dentários
Sondas de DNA
Microbiota oral - Análise
Bactérias
Área(s) do CNPq: Odontologia
Periodontia
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Grande Rio
Sigla da instituição: UNIGRANRIO
Departamento: Unigranrio::Odontologia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Citação: Duarte, Pablo Torquilho. Avaliação longitudinal da colonização peri-implantar por bactérias orais e não orais em implantes dentários recém instalados. 2017. 52 f.. Dissertação ( Programa de Pós-Graduação em Odontologia) - Universidade do Grande Rio, Duque de Caxias.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/228
Data de defesa: 20-Feb-2017
Appears in Collections:Coleção de Pós-Graduação em Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Pablo Torquilho Duarte 2017.pdfDissertação completa913,5 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons