???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/tede/handle/tede/81
Tipo do documento: Dissertação
Título: Relação da doença periodontal com espessura da parede íntima-média da artéria carótida
Autor: Castagna, Lisiane
Primeiro orientador: Tinoco, Eduardo Muniz Barretto
Primeiro membro da banca: Silva, Denise Gomes da
Segundo membro da banca: Falabella, Marcio Eduardo Vieira
Terceiro membro da banca: Fischer, Ricardo Guimarães
Resumo: A infecção e a inflamação crônicas são consideradas fatores de risco para o desenvolvimento das doenças cardiovasculares. Recentes estudos indicam que a periodontite severa pode influenciar no aumento de citocinas pró-inflamatórias e marcadores de inflamação associados com os eventos cardiovasculares. A espessura da camada íntima-média da artéria carótida é considerada um marcador de risco para as doenças cardiovasculares. O propósito deste estudo foi relacionar a doença periodontal com o espessamento mio-intimal das artérias carótidas. Medidas não invasivas dos sistemas carotídeos (artéria carótida comum, externa e interna) esquerdo e direito foram feitas com ultrassonografia de alta resolução em 217 sujeitos com idade média de 62,28 (DP: 10,37). A presença do elemento dentário e os parâmetros clínicos de doença periodontal, como as medidas de bolsas periodontais e o nível de inserção clínico, foram obtidos de seis sítios de cada dente presente. Também, foi realizada uma entrevista com histórico médico-odontológico. Os resultados indicam que a periodontite crônica generalizada foi mais prevalente em indivíduos que apresentavam placas ateromatosas (61,36%) e espessamento médio-intimal (aterosclerose sublínica) (21,59%), em comparação aos pacientes com menor extensão de doença periodontal (P=0,0001). A severidade da doença periodontal também esteve mais prevalente no grupo estenótico (58,82%) (P=0,0242), se comparado ao grupo com periodontite média/moderada. Adicionalmente, o menor número de dentes (P=0,0007) também foi mais prevalente no grupo com estenose. Neste estudo, observamos, portanto, a associação entre a estenose parcial na parede íntima-média no sistema carotídeo (placas ateromatosas) e a aterosclerose subclinical, com a presença da doença periodontal crônica em maior extensão e severidade e o números de dentes.
Abstract: Chronic infections and inflammation are considered risk factors for the development of cardiovascular diseases. Recent studies indicate that severe periodontitis may increase proinflammatory cytokines and markers of inflammation associated with increased risk of coronary disease and stroke. The intima-media layer thickness of the carotid artery is considered a risk marker for cardiovascular diseases. The purpose of this study was to investigate the relationship between periodontal disease and the myo-intimal thickening of carotid arteries. Noninvasive measurements of the intima-media of the common, internal and external carotid artery bilaterally were made in 217 subjects with mean age of 62.28 (SD:10.37). Tooth loss and clinical parameters of periodontal disease such as pocket depth and attachment level obtained from six sites of every tooth were recorded. Also, an interview was conducted about medical and dental history. The results indicated chronic generalized periodontitis was more prevalent in individuals with plaque (61,36%) and subclinical atherosclerosis (21,59%) than less extensive periodontal disease (P=0,0001). The severity of periodontal disease was also prevalent in the stenotic group (58,82%) compared to the mild/moderate periodontitis group (P=0,0242). Additionally, fewer teeth (P=0.0007) were also more prevalent in the group with stenosis. Thus we can conclude that this study found the association between partial stenosis in the intima-media wall of carotidio system (atheromatous plaques) and subclinical atherosclerosis and the extent and severity of chronic generalized periodontal disease and numbers of teeth.
Palavras-chave: Odontologia
Periodontia
Doenças periodontais - Complicações
Doenças cardiovasculares
Área(s) do CNPq: ODONTOLOGIA::PERIODONTIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Grande Rio
Sigla da instituição: UNIGRANRIO
Departamento: Unigranrio::Odontologia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Citação: Castagna, Lisiane. Relação da doença periodontal com espessura da parede íntima-média da artéria carótida. 2009. [72] f. Dissertação (mestrado em Odontologia) - Universidade do Grande Rio “Prof. José de Souza Herdy”, Duque de Caxias.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/81
Data de defesa: 9-Sep-2009
Appears in Collections:Coleção de Pós-Graduação em Ensino das Ciências

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Lisiane Castagna.pdfCompleto1,81 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons